segunda-feira, 9 de maio de 2016

Cavalo em miniatura - etapas do processo

A experiência de pintar um quadro pequeno, além de desfrutar do charme próprio da dimensão diminuta, é bem enriquecedora por possibilitar o trabalho de pincelada e de borda mais eficiente. 

Com muito pouco é possível visualizar melhor a diferença de cada asserção. A exploração das várias abordagens – como a mudança do peso do pincel, o incremento da pastosidade, o movimento das massas como um parâmetro sensorial de ação, o refinamento dos valores pela interação de camadas – passa a ser uma realidade muito mais perceptível. 

Conciliar a exploração das muitas variáveis do óleo com a mente aberta, atenta e flexível potencializa a apreensão dos recursos que o óleo tem para ensinar.



 Estrutura das massas de cor e anotação dos espaços com carvão

Pintura finalizada, óleo, 25x25cm

Um comentário:

Seguir por Email