sexta-feira, 23 de junho de 2017

Gestual em carvão com estrutura do desenho e anotação de luz

Uma boa forma de exercitar mentalmente o desenho é praticar uma base rápida no gestual mas sem se ocupar com o refinamento das massas para representar a luz. Em seu lugar, deixam-se "anotadas" as marcações de luz sinteticamente com hachuras de tom alto. O refinamento fica por conta da manipulação da leitura que configuram a fisionomia. 

Estrutura do desenho com anotações dos espaços pelo uso de massas.

Estudo finalizado pela sobreposição de shapes menores, trabalho de borda, pequenos toques claros e escuros.

sexta-feira, 2 de junho de 2017

Estudo de estruturação das massas e sobreposição de shapes menores

Neste exercício, com pigmentos preto, branco e um terra (para esquentar a paleta), o escopo foi de avançar na direção da sobreposição de planos menores, tendo em mente a interação de camadas, a luz e o trabalho de borda.


Óleo sobre papel, 2016.

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Um Retrato de Giacometti...

Tive a vontade de fazer o desenho do pintor e escultor após ler o livro "Um retrato de Giacometti", de James Lord. Conta a trajetória do que deveria ser inicialmente um simples esboço e se transforma numa verdadeira saga, uma busca impossível pela sensação visual que o pintor tinha da realidade. Enriquecedor e instigante por revelar a entrega do pintor à prática do ofício, sem concessões. Muito bom, pelo menos para mim, por servir de alternativa ao status quo artístico, mundo em que a arte deve servir narcisicamente em primeiro lugar ao artista...





Giacometti, carvão em papel vergê, 2016

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Representação do corpo humano pelo sistema gestual

Uma das questões que mais me intrigava desde 2003 era a possibilidade de construir a figura humana sem recorrer ao sistema linear acadêmico, caracterizado por um viés racional de medição, tanto pelo uso de ângulo da linha como do cálculo da proporção. O sistema gestual, apesar da ausência da "precisão mecânica" (tipificação elaborada por Harold Speed), tornou-se um caminho mais instigante, justamente por seu caráter indeterminado e imprevisível em termos de resultado.


Carvão e lápis pastel branco, 2016

Seguir por Email