domingo, 7 de julho de 2013

"Letárgico I"

Nesta obra, o grande desafio foi trabalhar as famílias de cor numa escala tonal (predominantemente dos médios) mais sutil e restrita. Boa parte das cores no rosto encontram-se na penumbra e gerar movimento com pouco, variando principalmente a temperatura, exigiu um trabalho mental mais rigoroso e atento.
Algo que vem de alguns tempos para cá me intrigando como campo possível de investigação, exploração conceitual técnica, e que posso inserir nas minhas obras, com o intuito de recriar uma  atmosfera emocional mais etérea é o que se denomina "houding", termo desenvolvido no blog de James Gourney (http://gurneyjourney.blogspot.com.br/). 
Dentro da teoria desenvolvida pelos mestres holandeses, consiste em evocar uma certa atmosfera pela tradução técnica em termos de organização espacial e tonal da imagem como um todo. "Combina muitos fatores, incluindo cor, chiaroscuro e perspectiva aérea, tudo trabalhando em conjunto para atingir um senso de profundidade e ilusão de espaço".
 





 
 

"Letárgico I". OST, 2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguir por Email