segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Investigação sobre a luz para o quadro "Letárgico II"

A partir daquele episódio interessante da luminosidade que recaiu sobre o cavalete, atingindo o estudo "Letárgico II" (http://mauriciotakiguthi.blogspot.com.br/2013/01/estudo-para-letargico-ii.html), resolvi fazer umas experiências, tanto para testar a plausibilidade daquela incidência de luz como também compreender o seu comportamento no espaço tridimensional, principalmente sobre a figura principal do Letárgico.
 

 Foto do desenho com a incidência acidental da luz no meu ateliê
 
 
Para poder aprofundar a análise do comportamento da luz, usei o mesmo boneco que confeccionei para o quadro Télamon, "vestido" com um pedaço de pano escuro, dentro da "caixa de sombra" (que utilizo bastante nas aulas quando quero controlar a iluminação sobre o modelo). O que deu para constatar é que, apesar de serem muito próximos os efeitos tanto no desenho quanto na caixa de sombra, existem nuances sutis que podem fazer diferença na credibilidade da representação: no modelo real, a borda da sombra projetada é dura, enquanto na figura é suave.
Como sempre, pela minha experiência, esses tipos de acontecimento inusitado, recorrentes no cotidiano artístico, principalmente de um pintor realista, são fontes de insights que tanto alimentam, instigam e atraem a busca do aprofundamento e ampliação da visão, cujos resultados podem ser chamados de entendimento.
E o entendimento, para se configurar-se como um exercício permanente de educação do olhar, exige como premissas duas condições: necessidade de continuamente levantar questões que se impõem à nossa frente e capacidade de observar conceitual e tecnicamente a realidade visível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguir por Email